• Biotec Júnior

O que fazer com os resíduos gerados em seu estabelecimento?

Atualmente, empregamos diversos processos de produção e em qualquer um desses métodos ocorre a produção de resíduos. De maneira geral, esse material deve ser descartado de forma adequada, e para isso foram desenvolvidos vários processos. O mais conhecido deles é a reciclagem, este processo aproveita materiais descartados (papelões, vidros, plásticos, metais etc) visando reduzir a produção de lixo e preservando os recursos naturais.

A nível artesanal, diversos empreendimentos produzem resíduos dos mais variados tipos. Cada um demanda um processo de descarte específico, que muitas vezes não pode ser realizado pelo estabelecimento. Uma alternativa comum é o repasse desses resíduos para pessoas que lidam especificamente com eles. Por exemplo, passar o óleo utilizado no preparo alimentício para autônomos que produzem sabão e outros produtos de limpeza. Essas e outras soluções são utilizadas informalmente por pequenas empresas e negócios.

Leis e conjuntos de normas regulam o descarte adequado de resíduos produzidos em todos os níveis. Em indústrias, por serem a maior fonte dessa produção, são empregados técnicos e capital no tratamento adequado, aliados a constante fiscalização. No entanto, alguns métodos de descarte podem ter um impacto negativo no final, como a incineração, constantemente utilizada nas indústrias. Esse método reduz o volume de resíduos em até 90%, porém libera gases tóxicos que, por mais que sejam filtrados, ainda prejudicam o ambiente.

A biotecnologia também toma parte nos diversos pontos dessa área, buscando novos métodos de tratamento e visando minimizar o impacto negativo que essa produção de resíduos causa no meio ambiente. Existem diversos processos que a biotecnologia oferece com essa finalidade, como a microbiologia, que utiliza microrganismos para metabolizar poluentes etc. Também oferece formas de tratar a toxicidade de certos resíduos, principalmente quando há descaso no descarte desse tipo de material (vazamento de poluentes, por exemplo). Os biocombustíveis também colaboram com isso, pois utilizam matéria orgânica que seria descartada, evitam o uso de combustíveis fósseis poluentes e emitem menos gases na sua utilização.

Ainda há muito o que aprimorar nessa área, e a biotecnologia vem sendo cada vez mais importante para esse desenvolvimento. Constantemente são implementadas novas tecnologias para o tratamento residual, e cada vez menos somos dependentes de recursos naturais. Na Biotec Júnior é possível realizar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, um documento técnico exigido pela ANVISA para alguns estabelecimentos, desde indústrias a restaurantes, que regula normas de descarte e reutilização por meio de instruções e recomendações.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo